Não a obrigatoriedade

porKeeperCookie

Não a obrigatoriedade

A fila era grande, meio desorganizada, alguns em grupinhos conversavam, outros, concentrados no aguardo e a porta não se abria. Contei os guris, eram uns trinta esperando a seleção começar. Não conhecia ninguém. Todos da minha cidade e eu não conhecia ninguém. Será que eles estão ali porque querem ou por um dever, uma obrigação?

Observei-os: Uns praticamente homens feitos, outros ainda parecendo umas crianças, mas todos com 18anos completos. E será que sabiam o que queriam ali, naquela fila, a espera da seleção? Perguntei. Uns respondendo que queriam ser dispensados para continuar os estudos, não perder o emprego, outros dizendo tratar-se de uma valiosa oportunidade de emprego, crescimento e futuro, mas todos protestando contra a obrigatoriedade do serviço militar.

Século XXI, jovens com 18 anos em todo Brasil obrigados a se alistar e tendo o seu destino traçado por alguém que foi destinado da mesma maneira?

“É a treva” como dizem certas pirralhas globais.

Penso que está na hora de acabar com estas imposições, pois tudo o que é obrigatório não tem legitimidade e se fosse tão bom como muitos dizem, não seria, redundando, obrigatório.

Só falta eu descobrir agora que o voto é obrigatório, que ter CPF é obrigatório,  Carteira de Identidade, de motorista  é obrigatório,  que …

Socorro!!! É a treva o fim!!!

Sobre o Autor

KeeperCookie administrator

Deixe uma resposta